+351 913 133 272 / whatsapp +5521 988503995

© 2018  Raquel Rocha / Atriz

 

Atriz, formada pela Faculdade da Cidade RJ em 1992 com a coordenação da diretora teatral Bia Lessa.
Participou por 2 anos do Grupo Macunaíma dirigido por Antunes Filho 97/99 participando do espetáculo Fragmentos Troianos com a direção do mesmo.


Integrou o Coletivo Improviso sob a direção de Enrique Diaz e Mariana Lima que excursionou pela Europa com o espetáculo “Não olhe agora” 2004/2005. Apresentou o monólogo “Royaume des bêtes et des animaux est mon nom” direção de Haroldo Rego sobre a vida de Stela do Patrocínio no Teatro Mallakoff em Paris out/2005 e no Teatro Le Maillon em Strasbourg nov/2005. Em seguida apresentou em 10 cidades no interior do Rio de janeiro dentro Circuito SESC-RJ 2006, seguindo para o teatro Glaucio Gil, onde coordenou a ocupação junto ao Coletivo Improviso 2007.


Esteve em cartaz com o espetáculo “O Bem Amado” com a direção de Enrique Diaz e Guel Arraes no Teatro das artes (RJ) 2007/2008 e no Teatro Cultura Artística em SP abril/ agosto 2008. Participou da temporada popular do espetáculo “A Farsa da boa preguiça” no teatro Carlos Gomes outubro/dezembro 2009.Estreou “OTRO” espetáculo do Coletivo Improviso, o qual integrou entre 2004-2012 dirigido por Enrique Diaz e Cristina Moura em abril/2010 no Espaço Cultural Sérgio Porto e Sesc Pompéia maio/Junho 2011. Excursionou pelos festivais internacionais na Bélgica, Viena, Alemanha, Japão, Suiça, Amsterdã e no Festival de Outono em Paris.


Em 2010/2011 atuou em “Concerto para 4 vozes e alguma memória” dirigido por Cristina Moura dentro na mostra de Nova Dramaturgia Brasileira apresentando-se no Centro Cultural Banco do Brasil-DF e no Sesc Copacabana-RJ. No mesmo ano estreiou o infantil “O menino que vendia palavras” baseado no livro de Ignácio Loyola Brandão, premio Jabuti 2008. Eleito melhor espetáculo Infantil pela Folha de São Paulo e 4 vezes indicado ao prêmio Zilka Salaberry em julho de 2011. Participou da criação e da encenação do espetáculo “Amérika” da Cia Dragões Voadores no Sérgio Porto em maio/junho 2012. Atuou na montagem “Dolce & Copacabana” 6 clichês em crise, criação coletiva junto ao grupo Anglo-Saxão Gob Sqüad agosto de 2012 no Teatro Ipanema no projeto de intercâmbio de companhias na ocupação DENTRO. Atuou em “O Teatro é uma mulher” texto e direção de Rodrigo Nogueira, "Adorável Garoto” de Nick Sylver direção de Maria Maya 2014/2015/2016. Em 2015 ganhou o prêmio de melhor atriz do Festival HomeTheater com o espetáculo ”A vida das palavras de Stela do Patrocínio”fez apresentações em João Pessoa e Campina Grande na Paraíba.

TV: Insensato Coração, Fina estampa, Cheias de charme, Malhação, Força do querer e O tempo não pára.

Séries: Louco por elas, Canalhas, Tapas e beijos, Os homens são de marte é pra lá que eu vou, Trair e coçar é só começar, “O Mecanismo” temporadas 1 e 2 série original NETFLIX com direção de José Padilha e “Sob Pressão” direção Andrucha Waddington e Mini Kerti.

Cinema:“Posto 9” Bernardo Carvalho, “Jogo de Cena” Eduardo Coutinho, “Doidas e Santas” Paulo Thiago, “Bem casados” Aluizio Abranches, “O Roubo da Taça” Caíto Ortiz, “Legítima Defesa” Suzana Lira, “Duas de mim” Cininha de Paula, “O juízo”  Andrucha Waddington.

 
 
 
RAQUEL_ROCHA
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now